quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008

Coisas de um divagante

Uma brincadeira, também feita há tempos...

O nome da brincadeira: "Subi na escada a beira mar".

______________________________


Subi na escada a beira mar
Qual escada, a amarela?

Subi na escada verde a beira mar
De que lugar, qual lugar?

Subi na escada verde a beira mar para ver o paço
Para quê? Por quê? Que fim?

Subi na escada verde a beira mar para ver o paço e achincalhar o prefeito
Com qual direito? O que ele fez?

Subi na escada verde a beira mar para ver o paço e achincalhar o prefeito ladrão
E as provas? E as provas? Calúnia!!! Difamação!!!

Subi na escada verde a beira mar para ver o paço e achincalhar o prefeito ladrão que super faturou a construção da escada amarela
Quem te disse? Mas como? Há provas?

Subi na escada verde para ver o paço e achincalhar o prefeito ladrão que super faturou a construção da escada amarela alimentando as tetas de seu genro da empreiteira
Genro? Genro? Mas é parente?
Esquece, bobo.

Cai da escada verde, quebrei o pé e fui parar no hospital
Genro, mas genro é parente?

2 comentários:

Renata disse...

Texto antigo, mas atual...infelizmente.
Gosto desta poesia. Ela é divertida.
beijo.

imprensa disse...

Amaral,

Você, já disse, é bom de pena, embora seja uma pena torcer para quem torce. Parabéns!

Do seu leitor talvez número 17,